ROUBEI UM GUARDA CHUVA ROUBADO

Roubei um guarda chuva roubado

Galera, nem te conto, cometi um crime, não matei ninguém ainda, mas foi um crime, esta história começa há muitos meses atrás quando eu levei meu gurizinho pra uma consulta médica, não me lembro bem a ocasião, mas a digníssima não pode levar ele, acho que ela estava trabalhando… deve ser isso, enfim, a mulher me incumbiu de diversas tarefas: Ir ao banco, pagar contas, retirar compras em uma loja e levar o guri pra consultar, é muita coisa pra quem usa só metade do cérebro e pra melhorar tudo o tempo estava nublado e o único guarda chuva disponível era o da mulher que é rosa choque com bolinhas brancas.

 Imagem

                                           Idêntico a este

Mas não choveu e tive que ficar arrastando aquela droga comigo, o guri no colo e com as sacolas de compras da digníssima fui para o consultório do médico e no final da consulta foi embora carregando só o moleque, meu que raiva, odeio esquecer as coisas, tive que voltar lá e pegar as sacolas, e pensa no esporro que eu levei quando a digníssima percebeu que eu voltei lá peguei as sacolas e esqueci a porra do guarda chuva rosa dela na clinica, bufando de raiva peguei a moto e passei em cada lugar que eu tinha entrado naquele dia mas nada de guarda chuva, detalhe que as moças da recepção disseram que não viram nenhum guarda chuva rosa na clinica.

                      Imagem

Entrando em um vórtice temporal vamos voltar para o dias de hoje, onde no dia 15/05 as 18:30 horas nós retornamos a mesma clinica onde eu havia esquecido o guarda chuva e tharam!!! A droga do guarda chuva estava lá, dentro de um porta guarda chuva, as gurias da recepção me sacanearam bonito e meteram a mão no guarda chuva, véi…na boa, eu fiquei com sangue no zóio quando vi aquilo, só tinha uma moça naquele horário então logicamente ela era a mente criminosa por trás desta trama, mas para o azar dela naquele dia havia chovido o dia todo e objeto do crime estava ali diante dos olhos de todos, e ela me reconheceu, ela sabia que eu também tinha reconhecido o guarda chuva, mas para a sorte (ou não) dela, um outro Dr. Pediu ajuda e nós entramos direto no consultório, consulta rápida, moleque vai ficar internado, guia de internação na mão, ninguém na recepção, passa meu guarda chuva pra cá hehehe, isso ae, não tinha ninguém na recepção roubei meu guarda chuva roubado, vitória.

Mas as emoções ainda não haviam acabado, a esposa e eu internamos o menino na outra ala do hospital rindo feito hienas argentinas com desinteria, e quando ela foi pro quarto com o guri, eu tive que ir pra casa, e caindo o maior toró do sul do mundo, entrei no carro do meu pai enquanto tinha a agradável visão da recepcionista de braços cruzados esperando a chuva passar pra poder ir embora, meu, que cena impagável.

Pablo Victor Arceles acha que a vingança sempre é plena.